Recomendação da Inconstante 13 | Livros de Leitura Rápida

25.6.16

Hoje trago uma recomendação especial para quem não curte muito leitura, mas está a tentar. Também serve para os de vós que não gostam de leituras longas. E é ainda indicada para quem está de ressecada literária, mas não que enferrujar. Trago-vos três livros maravilhosos e curtitos. O facto de terem todos capas azuis, que por acaso é a minha cor preferida, é pura coincidência. Garanto! 
Retrato de Maria João Arcanjo, obtido aqui 

O primeiro livro é-nos providenciado por Mia Couto. Em vagas e lumes temos contacto com o Mia poeta. Somos levados a viajar pelo mundo do autor e reflectir sobre as narrativas que nos apresenta. Tal como o prosador de poemas, como é conhecido, esse Mia também obriga-nos a pensar sobre coisas profundas com a simplicidade da sua escrita. Discute temas relevantes enquanto nos leva a apreciar uma linda paisagem. Vagas e Lumes tem apenas 152 páginas. E (quase) todas elas estão recheadas de sabedoria. 

Retrato obtido aqui.

Em segundo lugar temos Sono do Haruki Murakami. Esse livro é das coisas mais estranhas que já li. E essa recomendação podia acabar aqui, mas não acho que isso faça alguém querer ler. Da sua maneira única o autor apresenta essa mulher que um dia desses deixa de dormir. Em pouquíssimas páginas recheadas também de ilustrações acompanhamos a mudança da sua rotina e adaptação natural ao novo modo de vida. Confesso não ter percebido o final do livro. Ou se calhar apenas quis mais da narrativa. Mas independentemente disso recomendo o livro porque os passeios pelo mundo do Haruki são sempre uma maravilha. 


Retrato obtido aqui

Para fechar a lista trago Uma Escuridão Bonita do Ondjaki. Uma vez dessas alguém perguntou no Twitter sobre o que era esse livro, ao que respondi "fala sobre diálogos bonitos de se ter quando a luz baza". Não ouso acrescentar nada a essa premissa. Apenas digo-vos que ao seu estilo o autor mostra uma das realidades angolanas mais inconvenientes por outra perspectiva. A falta de energia eléctrica deixa de ser um empecilho e passa a ser um pretexto para abraçar a felicidade. O retrato desse momento vem em forma de diálogo entre dois personagens e ilustrações lindas de António Jorge Gonçalves coroam a beleza que é essa obra. 



Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias