Ela Sabe!

16.2.14


DSC_0712

- E ela sabe?
- Claro que ela sabe o que eu sinto. Finge que não. Desconversa. Apresenta-me umas amigas. Incentiva-me a sair com elas. Faz campanhas a favor da minha felicidade amorosa. Mas vota contra. Elege todos os meus correntes. Só eu não tenho essa sorte.

>>Ela é comum. Mesmo. Não há nada de particularmente interessante nela. Não tem um sorriso espectacular. Um estilo estranho. Hábitos esquisitos. Nada. Ela é como outras milhares de pessoas que existem nesse mundo. Mas eu me apaixonei por ela. Não pelas outras iguais. Só por ela. E isso faz dela única. Na minha cabeça. No meu coração. No meu mundo.

>>Embora ela não demonstre qualquer interesse em mim, eu vou arriscar. Dizer o que ela já sabe. Me desesperar por uma reacção. E talvez comemorar no fim. Não com um beijo cliché. Mas com um muito obrigado político. Um agradecimento que apesar de verdadeiro não é genuíno. É tão falso quanto os atendedores automáticos. Ou talvez não tenha nada para festejar. E aí sim vou ser cliché. Vê-la partir e deitar lágrimas. Abandonar o lugar sem olhar para trás. Falar mal das mulheres com os amigos. E sair com eles. Ser abalado pela ressaca e pelo coração partido. Ir curando ambos com o tempo. E quem sabe deixar de sentir o que ela já sabe que eu sinto.

Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias