Looking For The Best Expecting The Worst

4.6.11


Quando temos um objectivo, temos que lutar para alcançá-lo. Sim, isso é verdade. Mas nem sempre o resultado é o esperado. E as vezes, só temos que aceitar que não foi dessa vez. É cair, levantar, sacudir a poeira e continuar a andar. Talvez a próxima seja melhor. Talvez essa não tenha sido tão má, só não foi a melhor. Eu estou num momento assim.

Eu tentei. Foram muitas noites mal dormidas pela insónia sem motivo. Foram muitos litros de coca-cola ingeridos. Foram muitas restrições. Foi muito. Talvez demasiado. Lutei. Até ao último minuto. Até a última lágrima. Até a última gota de suor. Lutei. Esgotei as minhas forças. Já não tenho energias. A minha mente fez greve. O meu corpo pediu descanso. Até a minha alma reclamou. Mas eu ignorei. Discuti com todos eles. Disse não aos seus protestos. Renunciei as suas amizades. Esqueci a diplomacia. Eu tinha um objectivo e nenhum deles me ia impedir de alcançá-lo. Ninguém me ia impedir. Ninguém, excepto eu mesma. E lutei.

As batalhas foram duras. Os combates difíceis. A guerra foi horrível. Mas eu não desisti. E mesmo que perca a guerra. Mesmo que não saia bem disso. Mesmo que o resultado se revele uma subtração. Eu vou poder dizer que não abandonei a guerra. Eu vou poder dizer que até ao fim tentei. Lutei! Dedos cruzados

Cenas Parecidas

2 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias