Depois de partires

14.2.10

Estou fechada no quarto
Sozinha, mas não só
Rodeada pelo sujo pó
Que aqui é farto

Penso em nós
No que fomos um dia
Ouço uma voz
E a cama me parece fria

As paredes foram pintadas
Mas ainda são as nossas
Velhas e rachadas
O palco de discussões e conversas

O chão agora é de madeira
Menos duro que o meu coração
Parti nele aquela cadeira
Que escolhemos com paixão

Mudei a nossa fechadura
Lembrava-me a tua passagem
E isso já era tortura

Olho para o espelho
Não vejo a minha imagem
Encaro o teu rosto velho

P.S: Para todos os que gostam do dia de São Valentim, que tenham um feliz.

Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias