Personalidade do Mês de Dezembro - Steveland Judkins Hardaway

4.1.10



Desculpem o atraso. Todo mundo sabe que Dezembro é um mês cheio de correria e falta de tempo. Dito isso, acho que o meu atraso está justificado. Esse artigo foi praticamente todo copiado do http://pt.wikipedia.org/wiki/Stevie_wonder & http://www.scallafm.com.br/

Bem a personalidade do mês desta vez é alguém, digamos que...maravilhoso! Um músico fantástico e um pianista excepcional. Ainda não?! A nossa personalidade é...Stevie Wonder! Gostaram?

Stevie Wonder, nome artístico de Steveland Judkins Hardaway, nascido a 13 de Maio de 1950 em Saginaw no Michigan, é um compositor, cantor e ativista de causas humanitárias e sociais. Norte-americano e deficiente visual.

Stevie nasceu prematuro e em decorrência de um problema com o fornecimento de oxigênio na incubadora ele ficou cego. Quatro anos depois, a família mudou-se para Detroit e percebeu o talento musical do menino. Ele começou a cantar na igreja e aprendeu a tocar piano e bateria antes dos nove anos.

Em 1961, quando se apresentava para alguns amigos foi ouvido por Ronnie White, do The Miracle, que arrumou uma audição com a gravadora Motown. O prodígio da música conseguiu um contrato naquele mesmo dia e o produtor e compositor Clarence Paul foi o responsável pelo primeiro álbum do cantor que na época, com apenas 12 anos de idade, usava o nome de Little Stevie Wonder.

Em 1962, foram lançados dois discos, A Tribute to Uncle Ray, com versões do ídolo de Stevie, Ray Charles; e The Jazz Soul Of Little Stevie, com acompanhamento de uma orquestra. As vendas não foram muito boas, e a gravadora resolveu lançar um álbum ao vivo, The 12 Year Old Genius, em 1963. A música “Fingertips, Pt. 2” foi parar no topo das paradas de R&B e de música Pop e o disco se tornou o primeiro no topo das vendas da Motown.

Nos meses seguintes, Stevie chegou a lançar outros singles, mas nenhum fez o mesmo sucesso. Ele foi estudar piano em Michigan e, em 1964, voltou ao topo das paradas com “Uptight (Everything’s alright)”, já sem o “Little” no nome. A música foi co-escrita pelo cantor e mostrou amadurecimento vocal e dois anos depois, ele gravou a canção “Blowin’ in the wind”, de Bob Dylan, em que ele mostrava pela primeira vez uma preocupação social.

Nos anos seguintes, Stevie produziu diversos hits co-escritos por ele, como “Hey love”, “I was made to love her” e “For once in my life”. Em 1970, ele gravou a música “Signed, sealed, delivered I’m yours” com a cantora Syreeta Wright, com quem se casou meses depois.

Quando estava preste a completar 21 anos em 1971, Stevie lançou o disco Where I’m Coming From, produzido inteiramente por ele. O cantor ainda co-escreveu todas as músicas, algumas delas com a esposa. Naquela época também terminou o contrato com Motown. Ele construiu um estúdio com o dinheiro que ganhou nos últimos anos e, na negociação para o novo contrato com Motown, Stevie conseguiu que todo o controle de suas músicas fosse dele.

O primeiro disco no próprio estúdio saiu em 1972, Music of My Mind, com várias canções escritas com Syreeta. Mas logo depois o casamento acabou e eles voltaram a ser amigos, com isso, a carreira deu um novo salto quando Stevie participou de uma turnê com os Rolling Stones e o posto de superstar foi consolidado com o lançamento de Talking Book, de onde saíram vários hits. Entre eles, “You are the sunshine of my life”, responsável por um dos três Grammys que Stevie ganhou na época.

Em 1973, saiu Innervisions, que levou o prêmio de álbum do ano no Grammy e se tornou um sucesso estrondoso. Mas uma tragédia quase termina com toda a alegria de Stevie – ele sofreu um grave acidente de carro, chegou a ficar em coma, mas se recuperou totalmente. Passado o susto, ele voltou em boa forma e com força para deixar clara a postura contra os problemas raciais dos Estados Unidos: saiu do país para dar apoio ao fim do Apartheid na África, onde foi recebido calorosamente por Nelson Mandela.

Em outubro de 1975 realizou o lendário encontro Wonder Dream Concert em Kingston na Jamaica, em prol de uma entidade jamaicana de apoio aos cegos. Apresentou-se ao lado de Bob Marley, Peter Tosh e Bunny Wailer, os três membros originais dos Wailers, que foi a última apresentação conjunta deles.

Hotter Than July (1980) se tornou o primeiro disco de platina de Wonder, marcando uma bem sucedida campanha para que o dia do nascimento de Martin Luther King fosse transformado em feriado nos EUA. O disco também incluía a música "Master Blaster (Jammin')", seu tributo a Bob Marley.

Stevie produziu inúmeros sucessos e ganhou vários prêmios, mas as vendas eram abaixo do esperado. Foi com The Woman In Red que ele voltou ao topo. O disco era a trilha sonora do filme A Dama de Vermelho, e o tema “I just called to say I love you” se tornou o maior sucesso da carreira do músico.

Em 1985, após cinco anos sem lançar nada, saiu In Square Circle, impulsionado pela música “Part time lover”. Stevie participou ainda da canção “We Are The World” do projeto USA For Africa com vários outros cantores, mesmo assim, os discos foram se distanciando cada vez mais. Em 1987 saiu Characters e só em 1991 veio Jungle Fever, trilha sonora do filme homônimo de Spike Lee. Quatro anos depois, ele lançou Conversation Peace, que desapontou nas vendas.

Stevie voltou apenas para um dueto com Babyface, “How Come, How Long” em 1996. Foram quase dez anos longe do estúdio, em que a Motown lançou apenas compilações especiais do cantor e, em 2004, Stevie Wonder estava de volta com o anúncio de um novo disco, A Time 2 Love.

O primeiro single, “So what the fuss”, foi lançado em abril do mesmo ano, e tinha aparticipação de Prince na guitarra, e backing vocal do grupo Em Vogue. O álbum tem ainda um dueto de Stevie com a revelação India.Arie na faixa-título.Stevie Wonder tem sete filhos. Seu caçula nasceu em 2005, e é o segundo da sua relação com a estilista Kai Milla Morris. Sua filha Aisha Morris é cantora também, participou ainda quando bebê da faixa “Isn’t she lovely”. Ela vem acompanhando o painas apresentações recentes. Sua ex-esposa, a cantora Syreeta Wright, faleceu de câncer de mama em 2004 aos 57 anos.

Recebeu o Oscar de melhor canção: "I Just Called To Say I Love You", da trilha de A Dama de Vermelho, de Gene Wilder) - que foi sucesso internacional. Até 2006, Wonder havia recebido 25 prêmios Grammy. Ganhou muitos outros prêmios e editou grandes sucessos discográficos.

Stevie Wonder não é apenas mais um músico que sabe tocar piano. Stevie Woner é um brilhante músico que toca piano como ninguém. É uma lenda viva.

Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias