Personalidade do Mês - Ellen Johnson-Sirleaf

31.7.09


Vim cumprir uma promessa. A persoanalidade desse mês foi escolhida há coisa de duas horas atrás. Por dois simples motivos: está viva (e eu decidi alternar) e porque é uma mulher africana (partindo do princípio que hoje é o dia da mulher africana...). Bem é....a primeira presidente de um país africano...é nada mais, nada menos que a...Ellen Johnson-Sirleaf.

Ellen Johnson-Sirleaf nasceu em Monrovia, capital da Libéria, a 29 de Outubro de 1939. Ela estudou economia e contabilidade de 1948 à 1955 na College of West Africa, na Monrovia. Casou com James Sirleaf quando tinha 17 anos e foi para à América em 1961 para continuar os seus estudos na University of Colorado, onde ela eventualmente ganhou um diploma. Então estudou economia e política pública na Harvard's John F. Kennedy School of Government de 1969 à 1971, ganhou um Master of Public Admisnistration. Voltou para a Libéria para trabalhar no governo de William Tolbert.

Ela trabalhou como ministro assistente das finanças de 1972 à 1973, na admisnistração de Tolbert. Ela demitiu-se após um desentendimento sobre gastos. Mais tarde ela foi ministra das finanças de 1979 à Abril de 1980.

Após o golpe de estado e amorte do presidente Tolbert e de outros membros importantes do governo, ela estava habilitada a escapar por pouco para o Kénia. De 1983 à 1985 ela serviu como directora do Citibank em Nairobi. Ela voltou, depois de Samuel Doe declarar-se presidente, para parrticipar nas eleições contra ele. Apanhou dez anos de prisão domiliária por fazer isso. Serviu duarnte um curto tempo antes de aceitar a oferta de exilo de novo.

Foi para Washington D.C. e serviu como vice-presidente de ambos escritórios regional africano de Citibank, em Nairobi, e do equador Bank, em Washington. De 1992 à 1997 ela trabalhou como administrador assistente, depois directora, do programa de desenvolvimento regional do bureau de Africa das Nações Unidas. De volta para a Liberia ela apoiou primeiramente a rebelião sangrenta de Charles Taylor contra o presidente Samuel Doe em 1990, mas depois virou-se contra ele. Um governo provisório foi posto no poder, levando a quatro oficiais não eleitas. Ela voltou em 1996 numa segunda eleição controvérsia, onde perdu com 10% dos votos contra 75% de charles Taylor. Muitos observadores disseram que as eleições foram justas, no entanto Ellen foi acusada de traição.

Ellen foi proposta como uma possível candidata a cabeça de estado, após a 11 de Agosto de 2003 Charles Taylor entregou o poder ao seu deputado Moses Blah. Mas Charles Bryant foi escolhido por vários grupos. Ela trabalhou como cabeça da comissão de reforma governamental.

A 23 de Novembro de 2005, Ellen foi declarada vencedora das eleições presidenciais da Libéria. Tornou-se assim a primeira presidente de um país africano, cargo que exerce até hoje. Ellen tem quatro filhos e oito netos.


Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias