Géssika Morgado

11.3.09


Toda gente tem uma amiga que parece saber as causas, consequências e soluções para todos problemas. Quando precisas é irmã, quando erras é mãe e está sempre disponível para ser amiga. A minha amiga dessa categoria é a Géssika Andrea Guilherme Morgado. É apenas um mês e dois dias mais velha que eu, mas parece que já viveu mais 10 anos. É especialista em muitos assuntos, safa-se noutros e está a aprender uns outros. Conhecemo-nos na escola. Na nona classe. Eu não a achava muito simpática no princípio e ainda não a acho. Eu não me considero uma pessoa propriamente simpática, por isso acho que até gostei dela. Para além da pouca simpatia, temos em comum a ansiedade, mas não sou aventureira como ela. Ela era brasileira, do Rio de Janeiro, e veio para cá aos doze anos. Já não tinha sotaque, mas tinha expressões. Falava quando necessário até conhecer melhor as pessoas. Contou que gostava de volei, de verde e de V de Vingança. Sim, ela é a menina dos Vs. Para completar a lista só faltava ela dizer que quer um dia ir aos VMA’s. Talvez até vamos juntas, mas à Disneyland não porque eu já fui. Ela não dispensa uma cachupa e um sumo de açaí. Outra semelhança, a cachupa. E falando em coisas em comum, de novo, ela também gosta de ler e tem cães em casa. O livro preferido dela é “A droga da obediência”. Os cães são o Choquito e a Apple Évora. Com certeza, ela registaria no diário se tivesse ido assistir a um jogo do Sporting com o George Clooney. Enquanto me canso a escrever sobre ela, ela deve estar nesse preciso momento a comer gelo ou a morder os dentes. O bem o mau podem até ter a mesma face e depender da fase que cruzam a vida de uma pessoa. No meu caso, tu cruzaste a minha vida numa fase muito boa. Em outras palavras, tu me fazes bem.

Cenas Parecidas

2 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias