Meu destino

12.1.09


Vivo a base do sofrimento
A sombra do desespero
A sonhar com um enriquecimento
Que tanto quero

Tantas tentativas
Inúmeras expectativas
Que não devia alimentar
Mas insisto em não evitar

Não procurei esse destino
Ele veio ter comigo
Parecia um menino
Pior ainda, um mendigo

Não o pude rejeitar
Não o consegui negar
Como ele é o aceitei
E até agora aguentei

Não adianta resistir
Não me consigo desfazer dele
Já não sei como desistir
Estou dependente, não sou nada sem ele

Não o procurei
Mas ele me achou
E não o abandonarei
Pois ele em mim confiou

Cenas Parecidas

0 Outras Alturas

Skoob | Minha Biblioteca Virtual

Portfólio | Arquitetura & Design

Flickr | Galeria de Fotografias